domingo, 26 de julho de 2009

36a Quermese do Templo Budista


A já tradicional Quermese do Templo Budista de Brasília inicia-se no próximo final de semana!



Durante todos os sábados e domingos de agosto, a partir das 18h, com entrada gratuita.



Estarei lá expondo minha arte em origami, com muitas novidades! Objetos para decoração, chaveiros, pingentes para celular, tic-tacs para cabelo, tiaras... tudo em origami!!

E também muita comida japonesa (yakissoba, tempura, camarão empanado, guioza, udon), apresentações diversas (taikô, bon odori, entre outros) e exposição de vários produtos fazem dessa festividade, um grande encontro das mais variadas culturas e idades!

Prestigie! A gente se encontra!

Templo Budista de Brasília
Entre-quadra da 315/316 sul

domingo, 19 de julho de 2009

Amizade e Budismo


Oiê! Esse está sendo um findi particularmente especial! Cheguei agora a pouco da Cerimônia de "Tomada de Refúgio", ou seja, minha oficialização na iniciação budista! Como sempre, me emocionei muito e ainda estou! Meu nome budista é SHAKU MYO EN. Bem, ainda vou aprender com o monge Sato o significado e depois compartilho com vocês! Resumindo muito brevemente, essa cerimônia consiste em “tornar-se parte” das três jóias budistas que são: o Buda, o Dharma (os ensinamentos) e a Sangha (a comunidade budista).

Também na sexta e sábado passei a noite e madrugada em companhia da Cris, Carol e muitos origamis!! Em meio a muito aprendizado e fotografias, a energia positiva, afeto, risadas, paciência, corações abertos, troca de vivências, emoções e segredos, consolidou-se o início de uma grande amizade!!... Essa é uma muitas fotografias que fizemos e da estrela de origami (Omega Star) que ensinei a elas!!

E tentando explicar e entender talvez o inexplicável, já que estou participando do curso de introdução ao budismo... o princípio da impermanência refere-se que “não existe um eu duradouro que sofre”. Simples assim!...

É possível afirmar que você e eu existimos?... Talvez não... Mas é possível afirmar que a relação entre as pessoas existe. Como a relação existente entre eu e você que está lendo esse blog agora...

É provável que eu passe a existir para a Carol e a Cris pelos origamis da estrela e flor de lotus que fizemos nessas noites de sexta e sábado... Ou seja, essa troca de aprendizado me fez existir para elas...

Carol e Cris, vocês nesses momentos me criaram!...
E eu estou, sou e serei sempre grata por isso!!!

Namandabu!!

Tsuru



Oiê! Vou começar o blog explicando o porquê do nome!... Tsuru significa cegonha ou grou. É considerado na Ásia, o pássaro mais velho da Terra. Diz uma lenda, que ele vive mil anos.

Assim, simboliza para os japoneses a longevidade e felicidade, sendo considerada como uma ave sagrada. É costume enfeitar as embalagens de presentes com tsurus em casamentos, nascimentos e ao visitar alguém adoentado. Diz outra lenda, “quem fizer mil origamis de tsurus com o pensamento voltado para aquilo que deseja, alcançará bons resultados”.

Esse passarinho de origami representa tanto para mim que o tenho tatuado! Depois que fiz a tattoo, dobrei os mil tsurus durante o tempo que morei no Rio de Janeiro (cerca de 01 ano e meio, em 2006/2007)!

Confesso que por muitas vezes eles foram meus companheiros de meditação em alguns momentos de solidão que passei por lá!... O meu desejo? Ainda não se realizou, mas acredito que quando se deseja algo com intensidade, coração e esperança, o mundo conspira para que ele se realize!

Já os origamis transformaram-se em diversos artesanatos e presentes para amigos e família, alguns decoram meu quarto e o corredor da sala, exposições e ainda tenho alguns guardados em um potinho! O milésimo tsuru eu carregava comigo até alguns meses atrás em minha carteira, quando presenteei a alguém que viu e perguntou o que era!...

Afinal, o instinto do pássaro é voar né?!...
Beijinho! Namandabu!!